Equipe do Portal da Relatoria 2.0 #Agroecologia2017

EQUIPE DA RELATORIA COLABORATIVA 2.0

Coordenação da Relatoria

Soraia Silva de Mello (consultora IICA) – ideia original, concepção metodológica e gestão da equipe de relatoria

Eduardo Fernandes Formighieri (Embrapa Agroenergia) – desenvolvimento e gestão na interface negócio e infraestrutura

Relatores voluntários

Bernardo Oliveira Costa Corrêa, Diego Maciel Blum da Silva, Domênica Rodrigues dos Santos Silva, Juliana Elisa Napolitano, Juliana Gonçalves Cáceres, Layse Ennes dos Santos Guimarães, Lúcia Tereza Ribeiro do Rosário (Teca), Luisa Corrêa Leda, Maíres Barbosa de Sousa, Marcos Antônio Alves de Lima, Valber Almeida de Matos, Zaré Augusto Brum Soares.

Assistentes voluntários na Estação Relatoria

Amonrá Barbosa, Armênio Britto Neto

Suporte voluntário TI

Vanessa Andrade

Supervisão de relatoria 

Fabiana Mongeli Peneireiro (Mutirão Agroflorestal), Renata Zambello de Pinho (Embrapa), Vania Pimentel (IFB), Ynaia Masse Bueno (Embrapa), Roselis Simonetti (Embrapa)

Parceria ITBio3

Marcelo Soares Souza – desenvolvimento e manutenção da plataforma

Andrei Stecca Steindorff – apoio

 

Quem realmente somos?

Olá,
E
u sou Amonrá Aruanda. Sou aluno de graduação do curso de engenharia florestal na Universidade de Brasilia e também faço estágio profissional com gestão de informação no IBRAM.
Olá! Sou Diego Blum de SP, Gestor Ambiental e mestrando em Agroecologia e Desenvolvimento Rural. Trabalha com Jardinagem Agroecológica e Permacultura e colabora com redes de apoio a agroecologia e questões socioambientais. Apreciador de agroflorestas e diversidade (agro)biológica e cultural com suas inúmeras formas de manifestação.
Olá! Sou Eduardo Fernandes Formighieri, mais conhecido como Edu :), o pai da Alice e marido da Patricia. Sou espírita, reikiano, engenheiro agrônomo com mestrado e doutorado em bioinformática, pesquisador na Embrapa Agroenergia e militante da paz.
Meu nome é Juliana Napolitano, sou engenheira agrônoma, com mestrado em desenvolvimento sustentável. Ao longo da minha trajetória profissional venho trabalhando com o universo da agricultura familiar e dos povos e comunidades tradicionais do Brasil, buscando apoiar iniciativas comunitárias de geração de renda por meio do uso sustentável dos recursos naturais e da agroecologia.
Olá,
Meu nome é Juliana Caceres, toco alfaia em uma orquestra de maracatu, sou filósofa de formação e feminista de coração. No momento, trabalho em projetos culturais e de pesquisa, na construção da Ecovila Conviver no Altiplano Leste (Paranoá, DF) e faço plantio de ervas medicinais. 
Sou Layse Ennes, Eng.ª Florestal, atual animadora do Grupo de trabalho de Agricultura Urbana do Movimento Nossa Brasília, sócia e Gestora de Projetos na Jardim Natural, atuação com foco na agricultura urbana, agroecologia e educação ambiental, por acreditar no processo de reconexão com o Planeta e na capacidade da integração urbano/rural despertar a consciência para as demais ações do nosso contexto.
Boa tarde,
Sou Lúcia Tereza, conhecida por Teca Ribeiro, uma economista que atua com articulação de políticas públicas, desenvolvimento rural e tem na fotografia a sua outra metade. Sou consultora do PNUD num projeto de cooperação com a SEAD (antigo MDA). 
Olá, sou Luisa, economista e recém mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural – FUP (Faculdade UnB de Planaltina), onde trabalhei com abastecimento alimentar e Segurança Alimentar. Minha proposta é participa da relatoria ou facilitação gráfica. 
Olá a todas/os,
Eu sou a Maíres, uma nordestina que mora um a um tempinho no DF. Acabei de me graduar em Ciência Política pela UnB. Durante a  graduação, estudei movimentos de mulheres rurais que pretendo aprofundar mais no mestrado e doutorado. Faço parte do grupo de pesquisa sobre Democracia e Desigualdades (Demodê – IPOL/UnB). Sou uma forrozeira pé de serra, toco pife e zabumba e a informação mais importante sobre mim: amo paçoca. 
Paz e Bem.
Sou o Valber Matos, engenheiro agrícola, ativista ambiental e cultural, da cidade de Sousa na Paraíba. Recém chegado em Brasília e espero fixar ancora na região criando laços profissionais e parcerias no fazer sócio-cultural/ambiental. Estou participando do processo de formação da equipe de metodologia (primeira opção: moderação) do CBLAA.
Meu nome é Vanessa de Andrade. Sou engenheira de software e aspirante a violinista. Trabalho como pesquisadora na área de engenharia de software e governo digital na Universidade de Brasília. Também trabalho como voluntária na faculdade de saúde da UnB auxiliando na gestão da equipe de TI e no desenvolvimento de sistemas.