VISITA 12. SÍTIO PÉ NA TERRA – COM PERNOITE

Local de saída: Centro de Convenções Ulisses Guimarães Local da visita: Núcleo Rural Pipiripau II, Planaltina DF
Dia da visita: 16/09 a 17/09 Saída: Ulisses Guimarães – 7h do dia 16/09 Retorno: Ulisses Guimarães – 11h do dia 17/09
Quilometragem ida e volta: 130 km
Quantidade mín. de participantes: 20 Quantidade máx. de participantes: 25
Temáticas da visita: 1. Conservação e Manejo da Sociobiodiversidade e Direitos dos Agricultores e Povos e Comunidades Tradicionais; 2. Agroecologia e resiliência socioecológica às mudanças climáticas e outros estresses; 3. Estratégias Econômicas em Diálogo com a Agroecologia
Atividades da visita: – Caminhada na propriedade: área protegida do produtor de água, visita de nascentes em recuperação, visita da mata ciliar, visita das agroflorestas e das áreas de produção orgânica; – Plantio de 80 árvores nas agroflorestas; -Explicações técnicas da integração das áreas das propriedades, dos corredores ecológicos, da fauna e da flora; – Explicações da integração social a nível local. Criação da APROSPERA e do empoderamento da comunidade através dos mutirões, das CSAs e das ações coletivas; – Deslocamento até o sítio Madre Terra do assentamento Oziel Alves II (Dorvalina e Pedro). Tem agroflorestas, a contação da historia da CSA; – Plantio de 40 árvores; – Incluso café da manhã almoço e lanche reforçado;
O participante deverá trazer: – Chapéu, roupas compridas, sapato fechado (bota/botina) e alegria. – Cada participante contribuirá com as tarefas organizacionais (pratos/talheres, louça, etc…) – Para o alojamento, os participantes precisam trazer suas toalhas e lençóis.
VALOR R$ 100,00

Nota sobre a visita

A experiência que está acontecendo nesta Região do Distrito Federal tem sido motivo de intenso olhar pelos Órgãos do Distrito Federal e também pelo Governo Federal  (EMBRAPA/EMATER/SEBRAE/SEAGRI/SEMA/entre outros)  em razão da importância hídrica do rio Pipiripau que abastece as cidades de Planaltina e Sobradinho. Desde 2015, a Associação dos Produtores Agroecológicos do Alto São Bartolomeu incentiva agricultores dos Núcleos Rurais Pipiripau, Taquára e do Asentamento Oziel Alves II a fazer a transição agroecológica no intuito de produzir alimentos orgânicos, proteger os solos e melhorar a quantidade e a qualidade da água.

Através de tecnologias sociais como o mutirão semanal e a implantação de 8 Comunidades que Sustentam a Agricultura (CSA), constatamos que a sociobiodiversidade, as agroflorestas e a solidariedade aumentaram consideravelmente. Nossas soluções são facilmente replicáveis e accessíveis a todos.

O plantio de compensação ambiental das emissões de carbono do congresso pretende-se ser realizado nesta experiência, nas propriedades que serão visitadas.

No site do evento: link

Deixe uma resposta