VISITA 6. QUILOMBO MESQUITA

Local de saída: Centro de Convenções Ulisses Guimarães Local da visita: Cidade Ocidental
Dia da visita: 16/09 Saída: Ulisses Guimarães – 7h Retorno:  Ulisses Guimarães – 17h
Quilometragem ida e volta: 110 km
Quantidade mín. de participantes: 20 Quantidade máx. de participantes: 25
Responsáveis: Sandra e Paulo
Temáticas da visita: 1. Mulheres e Agroecologia; 3. Conservação e Manejo da Sociobiodiversidade e Direitos dos Agricultores e Povos e Comunidades Tradicionais; 6. Campesinato e Soberania Alimentar 4. Agroecologia e resiliência socioecológica às mudanças climáticas e outros estresses; 5. Manejo de Agroecossistemas; 6. Memórias e História da Agroecologia;
Atividades da visita: – Recepção e apresentação; – História do Quilombo – Fabricação de produtos ancestrais do quilombo; – Visita nas roças tradicionais e agroecológicas; – Manejo do marmelo;
O participante deverá trazer: – Os participantes devem trajar vestimentas adequadas para mutirões ao ar livre, como sapatos fechados, calça comprida, usar chapéu ou boné, etc. Haverá oficina de fabricação de da marmelada e farinha de mandioca; – Caderneta de anotação;
VALOR: R$ 105,00 – Incluso café da manhã, almoço e lanche;

Nota sobre a visita

A experiência é a última forma ainda tradicional e ancestral da fabricação do doce de marmelo na região do DF e Entorno. Com mais de 200 anos, desde quando três escravas ganharam a terra do dono da Fazenda Mesquita, o povoado tem sua história marcada pela resistência e preservação do conhecimento empírico. Recentemente reconhecida como território quilombola, as famílias quilombolas tem a soberania e felicidade de se ocuparem do conhecimento e da prática dos trabalhos que lhes foram herdados de seus antepassados, cultivando e transformando o fruto do marmelo, principal fonte de renda na história do Mesquita, a goiaba, a mandioca, a laranja entre diversas hortaliças e plantas medicinais.

A visita conta com a prática de fabricação do tradicional doce de marmelo e fabricação da farinha de mandioca através de oficina com mutirão.

No site do evento: link

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.